3 Cs: Cultura, Contexto e Curadoria

E porque eles importam na aprendizagem corporativa

Meu amigo-irmão Conrado Schlochauer vira e mexe surge com umas sacadas geniais.

A última delas foram os 3 Cs — Cultura, Contexto e Curadoria — e porque eles importam na aprendizagem organizacional.

Em vez de ser apenas um provedor de treinamentos e um controlador de listas de presença, o RH deveria se preocupar muito mais com os 3 Cs.

Cultura é o “ar que se respira” na organização, ou o seu conjunto de hábitos coletivos. Muito diferente do que se vê em missão, visão e valores, a cultura deve ser intencionalmente influenciada para promover os valores e hábitos da aprendizagem a todo o momento, em todo o lugar.

Contexto eu gosto de brincar dizendo que é o que explica a diferença entre uma carícia sensual e sentir cócegas. Mesmo em uma cultura a princípio refratária à aprendizagem contínua, é possível criar contextos — algo como “territórios temporários” — que a estimulem de maneira poderosa.

(Importante dizer que treinamento pode até funcionar como contexto, mas o mais interessante é criar metacontextos, algo que a aprendizagem ágil, por exemplo, faz bem)

Curadoria é a atividade fundamental em um cenário de excesso e poluição informacional. O RH deve não somente agir para curar Conteúdos, Experiências, Pessoas e Redes (CEP+R), mas também apoiar os colaboradores para que se tornem bons curadores de conhecimento.

E você, o que poderia fazer com os 3 Cs?

Obs.: estou com inscrições abertas para o Desafio 10 Dias de Hábitos de Aprendizagem, um contexto de aprendizagem incrível e totalmente gratuito.

Saiba mais sobre e inscreva-se agora em http://alexbretas.com/desafio.

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com