Desafio #1: Você consegue procurar sem saber o que está procurando?

Categoria: Serendipidade.

Atenção: tem uma surpresa escondida nesse desafio. Será que você consegue encontrá-la?

Por que Serendipidade é importante?

[Texto publicado no dia 12/02]

Geralmente associada às descobertas feitas “por acaso”, a serendipidade tem tudo a ver com nossa habilidade de prestar atenção.

Nesse sentido, a serendipidade é a curiosidade em movimento. Se estamos realmente curiosos com um tema, o universo irá trabalhar a nosso favor.

Foram incontáveis as situações em que a serendipidade — o ato de descobrir algo que eu não estava procurando — contribuiu decisivamente para um de meus percursos de aprendizagem.

Parece mágica, mas não é.

Você pode alimentar sua serendipidade cuidando bem da sua rede pessoal de aprendizagem, por exemplo.

Como eu posto muito nas redes a respeito dos assuntos que me interessam, é frequente que as pessoas me enviem referências dizendo algo como: “Alex, encontrei isso e achei que você poderia curtir”.

Na maior parte das vezes, é realmente algo precioso.

Outra forma de cultivar serendipidade intencionalmente é “deixar decantar” o assunto que estamos investigando.

Toda vez que pausamos uma atividade cognitiva e vamos fazer outra coisa, especialmente algo manual/corporal, nosso cérebro continua trabalhando em “plano de fundo”.

É provável que você descubra algo “por acaso” durante esse tempo, simplesmente porque se permitiu dar um descanso para o seu pensamento.

Testa depois e me contas.

Desafio #1: passo-a-passo

  • É curioso propor uma ação para potencializar a serendipidade, uma vez que, por definição, ela significa uma “não procura” que leva a uma descoberta acidental. Para fins práticos, proponho abaixo algumas estratégias que até envolvem uma ação consciente de busca, mas que deixam em aberto o resultado dessa busca — você procura, mas não sabe exatamente o que irá encontrar.
  • Estratégia 1: entre em contato (pode ser por mensagem de Whatsapp ou qualquer outro meio) com 3 pessoas da sua rede e peça a cada uma delas para te apresentar algo que que você ainda não conhece, mas que elas acham que você vai gostar. Pode ser qualquer coisa: uma playlist nova, um blog, um novo autor, uma fala do TED ou uma dica de viagem. Tente não direcionar o seu pedido, isto é, deixe que a outra pessoa escolha livremente o que ela quer te mostrar.
  • Estratégia 1.5: outro jeito de aplicar a estratégia 1 é fazendo um pedido aberto para a sua rede. Escreva um post em alguma rede social (Facebook ou LinkedIn, por exemplo) dizendo algo como: “gente, o que vocês estão lendo?” ou “quem vocês seguem?”
  • Estratégia 2: marque um café virtual com “alguém que você deveria conhecer”. Peça para um amigo ou conhecido (ou para a sua rede) te apresentar alguma pessoa que seria interessante você conversar. Durante a conversa, exercite mais a escuta do que a fala.
  • Estratégia 3: abra 5 livros aleatoriamente — de preferência que você ainda não leu — e procure por frases ou parágrafos interessantes. Além de livros, é possível também usar a mesma estratégia em artigos online, podcasts e vídeos (é só pular o áudio ou o vídeo para algum ponto aleatório).
  • Escolha pelo menos uma das estratégias acima e a coloque em prática em até 24 horas (a única que talvez não seja possível de ser realizada nesse prazo é a estratégia 2, que envolve marcar algo com outra pessoa. Caso queira realizá-la, você pode agendar o encontro para qualquer dia antes do fim do Desafio, isto é, antes do dia 12 de março).
  • Compartilhe nos Comentários do nosso canal no Telegram o que você descobriu: pode ser uma foto, uma frase marcante, a playlist que seu amigo te enviou, um print do seu encontro virtual ou do vídeo que você assistiu, etc.
  • Obs.: esteja atento àquilo que te causa arrepios de tão fascinante. Nem tudo que você descobrir utilizando essas estratégias te causará essa sensação, e serendipidade é sobre fascínio.

Valendo!

Saiba mais sobre mim e assine minha newsletter semanal em www.alexbretas.com.

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com