Desafio #2: Entreviste alguém mais experiente

[Desafio 30 Dias de Hábitos de Aprendizagem]

Saiba mais sobre o Desafio e inscreva-se gratuitamente aqui.

Conjunto: Meta-aprendizagem

O que é esse desafio?

Esse hábito pode ser descrito assim (“loop do hábito” de Charles Duhigg):

  • Deixa: quando você precisa obter informações sobre o que quer aprender
  • Rotina: entrevistar alguém que sabe sobre o que você quer saber
  • Recompensa: conhecimento “vivo”, conexão, networking

Isso é o oposto de:

  • Deixa: quando você precisa obter informações sobre o que quer aprender
  • Rotina: ficar só pesquisando no Google
  • Recompensa: não sair da sua zona de conforto

Por que esse desafio é importante?

Acredito muito em entrevistas como instrumentos de aprendizagem. Aprendemos muito quando nos dispomos a escutar o outro apenas com perguntas.

Além disso, geramos conexão com a pessoa que estamos entrevistando e fortalecemos nossa rede de contatos. Até hoje converso e aprendo com pessoas que entrevistei anos atrás para escrever meus livros.

Entrevistas podem ser muito úteis para acelerar a fase de pesquisa sobre como aprender o que queremos aprender (meta-aprendizagem). Elas nos dão acesso a aprendizados que só pessoas que já passaram por isso podem nos fornecer.

Como fazer?

  • Entrevistar alguém não é difícil, mas você precisa deixar de lado o medo de entrar em contato com as pessoas e pedir para elas compartilharem o que sabem com você (escrevi um texto sobre uma das habilidades fundamentais do aprendiz autodirigido, ser cara de pau). Muita gente tem prazer em passar adiante sua experiência e seus aprendizados. Mas primeiro você precisa encontrar essas pessoas.
  • Para encontrar seus entrevistados, pergunte-se: “quem eu conheço que conhece sobre o que quero aprender?” Se não conseguir pensar em ninguém, comece a perguntar para pessoas da sua rede se elas conhecem. Certamente você receberá indicações.
  • O grupo no Telegram do desafio é um lugar perfeito para conseguir entrevistados. Pergunte no grupo e envie mensagens privadas para as pessoas que responderam (pode ser que você não encontre um entrevistado diretamente, mas com certeza alguém conhecerá alguém).
  • Entre em contato com a pessoa (pode ser por Whatsapp mesmo), apresente-se e explique porque você gostaria de entrevistá-la. A entrevista pode ser um papo de 20 minutos por chamada de voz no Whatsapp, mesmo. Ou, melhor ainda, uma chamada de vídeo por Zoom.
  • Você pode realizar uma entrevista somente por mensagem? Pode, mas o impacto não é o mesmo. Falar por telefone ou vídeo, na impossibilidade de falar presencialmente, gera muito mais conexão do que mensagens.
  • Prepare um pequeno roteiro para a sua entrevista. Se quiser, use as perguntas abaixo:
  • Não se restrinja às perguntas acima. Crie outras a partir do que for mais relevante para você. Durante a entrevista, certamente surgirão mais perguntas a partir do que a pessoa for falando.
  • Crie perguntas mais específicas caso queira aprofundar em alguma área do mapa de aprendizado que você produziu no desafio #1.
  • Registre as descobertas da sua entrevista da forma que preferir (geralmente eu abro um documento no Google Drive e escrevo lá em formato de tópicos).
  • Tente fazer pelo menos uma entrevista, mas se puder, faça mais de uma. Você vai se surpreender com os resultados.

Resumo do desafio

  • Encontre uma pessoa que sabe sobre o que você quer aprender
  • Prepare algumas perguntas para a entrevista e marque com a pessoa
  • Faça a entrevista e registre o que você aprendeu com ela

Para saber mais

São mais de 500 pessoas fazendo o Desafio juntas.

Para participar do grupo do Desafio 30 Dias de Hábitos de Aprendizagem no Telegram e ter acesso a conteúdos exclusivos e apoio de pessoas incríveis, inscreva-se gratuitamente aqui.

Baixe um material gratuito que vai te ajudar a aprender a aprender

Preparei um conteúdo com as principais pérolas da minha jornada de aprendizagem autodirigida.

É a essência mesmo. Aquilo que eu recomendaria de olhos fechados pra qualquer um que queira aprender a aprender.

E o mais legal é que eu organizei esse conteúdo no formato CEP+R (Conteúdos, Experiências, Pessoas e Redes).

CEP+R é um método que eu e Conrado Schlochauer criamos juntos. Usamos esse método em programas, workshops, mentorias e com a gente mesmo.

Acesse agora o conteúdo no meu site: www.alexbretas.com. E depois me envia um e-mail no alex@alexbretas.com me contando o que achou!

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com