Desafio #7: Encontre-se com um buddy semanalmente

[Desafio 30 Dias de Hábitos de Aprendizagem]

Saiba mais sobre o Desafio e inscreva-se gratuitamente aqui.

Conjunto: Disciplina

O que é esse desafio?

Esse hábito pode ser descrito assim (“loop do hábito” de Charles Duhigg):

  • Deixa: todas as semanas
  • Rotina: encontrar-se com alguém para ampliar o comprometimento em relação a seus objetivos
  • Recompensa: comprometimento, motivação

Isso é o oposto de:

  • Deixa: todas as semanas
  • Rotina: não ter ninguém para acompanhar sua evolução
  • Recompensa: não ter que se comprometer com ninguém

Por que esse desafio é importante?

Um accountability buddy (ou amigo auditor, em tradução livre) é uma pessoa que pode te apoiar na realização de seus objetivos por meio de conversas periódicas de acompanhamento (geralmente semanais). O mais interessante é quando a relação vira uma troca e ambos se tornam buddies um do outro.

Sempre que nos comprometemos com alguém, as chances de alcançar o que queremos aumentam. Fica mais fácil construir autodisciplina dessa forma, ou melhor, fica mais difícil deixar de fazer o que precisamos fazer. É o que eu chamo de compromisso público.

Ter disciplina ou persistência é a arte de aumentar o grau de dificuldade das coisas que queremos evitar e aumentar a facilidade das coisas que queremos fazer. Encontrar-se com um buddy é uma estratégia que atua especialmente no primeiro aspecto (aumentar a dificuldade), ao passo que o desafio #6 (30 minutos de aprendizado por dia) é mais baseado no segundo (aumentar a facilidade).

Como fazer?

  • A primeira coisa é encontrar seu buddy. A ideia é que seja alguém com disponibilidade para conversar uma vez por semana por 30 minutos. Você pode convidar uma pessoa próxima ou, se preferir, usar o grupo do desafio para isso (poste no chat ou então convide alguém diretamente enviando uma mensagem no privado).
  • Idealmente, você e seu buddy querem se comprometer com algo e, por isso, um apoiará o outro. Mas pode ser que apenas você queira o apoio dele. O processo será descrito aqui com base na primeira hipótese (duas pessoas sendo buddies uma da outra).
  • Ao combinar a parceria com seu buddy, defina junto com ele uma data para as conversas terminarem (por exemplo: vamos ter 4 encontros, um por semana, durante um mês). Na última conversa, vocês podem avaliar juntos como foi o processo e, se quiserem, planejar mais algumas. Isso é bom porque nos ajuda a lidar com a ansiedade de ter um compromisso recorrente por muito tempo (aprendi com o Ciano, participante do desafio).
  • A primeira conversa talvez seja um pouco maior do que 30 minutos, especialmente se você não conhecer muito bem seu buddy. Os roteiros abaixo são sugestões de como você pode conduzir a conversa inicial e as conversas seguintes.
  • Procure criar uma relação de confiança com seu buddy. Além de te ajudar a sustentar seu compromisso, ele pode te ajudar com escuta, boas perguntas, provocações, feedbacks, contatos, referências etc. Os melhores buddies se tornam verdadeiros parceiros de jornada.
  • Assim como no desafio #6, se você e seu buddy não se encontrarem durante uma semana, não deixe de marcar com ele na próxima. Isso é importante para a construção do hábito.
  • Mesmo que você esteja comprometido com as conversas com seu buddy, pode ser que em algum momento ele se afaste, e tudo bem. Procure entender se ele continua interessado no processo e, se não estiver, não tem problema: você sempre pode convidar outra pessoa.

Resumo do desafio

  • Encontre alguém para ser seu buddy (se quiser, use o grupo do desafio)
  • Use os roteiros para fazer as conversas semanais
  • Crie uma relação de confiança e proximidade durante o processo

Para saber mais

São mais de 600 pessoas fazendo o Desafio juntas.

Para participar do grupo do Desafio 30 Dias de Hábitos de Aprendizagem no Telegram e ter acesso a conteúdos exclusivos e apoio de pessoas incríveis, inscreva-se gratuitamente aqui.

Baixe um material gratuito que vai te ajudar a aprender a aprender

Preparei um conteúdo com as principais pérolas da minha jornada de aprendizagem autodirigida.

É a essência mesmo. Aquilo que eu recomendaria de olhos fechados pra qualquer um que queira aprender a aprender.

E o mais legal é que eu organizei esse conteúdo no formato CEP+R (Conteúdos, Experiências, Pessoas e Redes).

CEP+R é um método que eu e Conrado Schlochauer criamos juntos. Usamos esse método em programas, workshops, mentorias e com a gente mesmo.

Acesse agora o conteúdo no meu site: www.alexbretas.com. E depois me envia um e-mail no alex@alexbretas.com me contando o que achou!

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com