Desafio #8: Use um commonplace book

[Desafio 30 Dias de Hábitos de Aprendizagem]

Saiba mais sobre o Desafio e inscreva-se gratuitamente aqui.

Conjunto: Organização

O que é esse desafio?

Esse hábito pode ser descrito assim (“loop do hábito” de Charles Duhigg):

  • Deixa: toda vez que você tiver um insight
  • Rotina: centralizar as anotações dos insights em um local único
  • Recompensa: facilidade na hora de resgatar os aprendizados, novos insights

Isso é o oposto de:

  • Deixa: toda vez que você tiver um insight
  • Rotina: não anotá-lo ou anotar em diferentes lugares
  • Recompensa: não ter que fazer esforço para se organizar

Por que esse desafio é importante?

Um commonplace book é um lugar (físico ou digital) em que você deposita todos os aprendizados importantes durante seu processo de aprendizagem.

Quando estamos pesquisando algo, é muito comum acontecer duas coisas: não anotar — seja por preguiça ou porque você não se organizou para isso antes — ou anotar em vários lugares diferentes (no celular, no computador, no caderno físico etc).

Ambas as coisas não te ajudam a extrair sentido do seu aprendizado. O commonplace é uma estratégia para centralizar o que é mais importante e tornar mais fácil o processo de registro, garantindo que você não perca os tesouros da sua jornada.

Como fazer?

  • Existem dois tipos de commonplace book: gerais e temáticos. Um commonplace geral é um repositório de todos os aprendizados, insights e reflexões mais importantes pra você, não importa qual seja o assunto. Um commonplace temático é restrito a um tópico específico. É possível ter os dois, embora isso demande mais esforço de organização.
  • Você pode criar seu commonplace a partir de um objeto físico (um caderno) ou digital (um documento no Google Drive ou o aplicativo de notas do celular, por exemplo). Escolha o que for mais conveniente e interessante pra você, entendendo que é crucial que o commonplace possa ser acessado com facilidade onde quer que você esteja.
  • Eu geralmente uso um commonplace book diferente para cada pesquisa/tema e escolho criá-los no Google Drive, já que é bem fácil pra mim acessar essa ferramenta. Criar um commonplace digital também tem a vantagem de você poder usar a busca para encontrar informações mais facilmente.
  • A imagem abaixo traz um exemplo de commonplace book com alguns campos para organizar as informações.
  • Insights: é a seção para registrar suas principais descobertas e aprendizados.
  • Citações: sabe aquele trecho de livro incrível que você leu? Coloque-o aqui.
  • Perguntas/reflexões: o que você está pensando ou sentindo sobre o que está aprendendo? Que perguntas você está se fazendo?
  • Novas fontes: é muito comum descobrir novos autores e referências na medida em que a pesquisa avança. Registre essas referências novas aqui.
  • A estrutura acima é somente uma sugestão inicial. Você pode criar suas próprias seções ou inventar um jeito completamente novo de registrar o que for importante pra você.
  • Existem alguns aplicativos que podem ajudar na missão de manter um commonplace book. O Evernote é um dos mais famosos, mas há vários outros. Se quiser, teste alguns desses aplicativos, mas tenha sempre em mente que “menos é mais”: você precisa criar uma rotina de anotação incrivelmente simples e fácil para que o hábito seja realmente construído.
  • Uma última dica: quando um insight surgir na sua cabeça, anote-o imediatamente! É muito comum deixar para anotar depois e acabar esquecendo o que havíamos pensado.

Resumo do desafio

  • Escolha como será seu commonplace book: geral ou temático, físico ou digital
  • Crie o commonplace e comece a anotar suas descobertas nele
  • Não deixe de anotar um insight quando ele surgir

Para saber mais

São mais de 600 pessoas fazendo o Desafio juntas.

Para participar do grupo do Desafio 30 Dias de Hábitos de Aprendizagem no Telegram e ter acesso a conteúdos exclusivos e apoio de pessoas incríveis, inscreva-se gratuitamente aqui.

Baixe um material gratuito que vai te ajudar a aprender a aprender

Preparei um conteúdo com as principais pérolas da minha jornada de aprendizagem autodirigida.

É a essência mesmo. Aquilo que eu recomendaria de olhos fechados pra qualquer um que queira aprender a aprender.

E o mais legal é que eu organizei esse conteúdo no formato CEP+R (Conteúdos, Experiências, Pessoas e Redes).

CEP+R é um método que eu e Conrado Schlochauer criamos juntos. Usamos esse método em programas, workshops, mentorias e com a gente mesmo.

Acesse agora o conteúdo no meu site: www.alexbretas.com. E depois me envia um e-mail no alex@alexbretas.com me contando o que achou!

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com