Expectativa x Realidade do Aprendiz Autodirigido

O que o aprendiz autodirigido espera que o ambiente — empresa, escola, universidade — lhe forneça:

  • Liberdade para que ele possa empreender suas próprias investigações e descobertas
  • Pessoas, estruturas e comunidade que o ajudem a se sustentar em seu próprio caminho de aprendizado, sem “cercar o frango”, mas estando ali para oferecer um espaço de escuta, atenção, perguntas, ritmo, progresso, conexões e sensação de “se joga que aqui tem rede” [também conhecido como tamo junto no matter what] [nos ALCs, criaram um termo ótimo, “holding unfolding”, algo como “sustentar o desabrochar”]
  • Espaços de troca em que ele possa encontrar parceiros de jornada e mentores, espaços de expressão em que ele possa compartilhar o que está descobrindo e espaços de aplicação em que ele possa manipular concretamente a realidade com o que descobriu
  • Reconhecimento e apreciação não só pelo resultado de sua aprendizagem, mas também (e sobretudo) pelo processo vivido

O que o ambiente realmente lhe fornece:

  • Treinamento de como dar feedback
  • Fórmula de Bhaskara
  • Workshop de negociação
  • Mitose e meiose
  • Plataformas EAD onde se mendiga engajamento
  • Cálculo I, II, III…

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com