Sem isso, você não consegue levar uma vida intencional: modos reativo e ativo

  • Não tirar tempo para planejar suas ações = reativo
  • Só fazer o que o chefe manda = reativo
  • Não reservar tempo para refletir = reativo
  • Nunca ter momentos de ócio ou descanso ativo para incubar suas ideias = reativo
  • Não ter tempo para projetar quem você quer ser e como quer viver = reativo
  • Etc etc etc.

Em alguns dias, está tudo bem ficar apenas no modo reativo.

Cansaço, ansiedade, estresse, tudo isso faz parte e acaba pesando a balança para a mera reatividade. Acolha a si mesmo nesses momentos.

No entanto, se você for reativo todos os dias da semana, todas as semanas, você não conseguirá implementar nada do que realmente quer.

Nem abrir espaço para os desejos e aspirações que nem conseguiram adentrar em você devido aos excessos e acúmulos.

Sendo apenas reativo, você até consegue ter algumas ideias (nos intervalos entre um e-mail e outro, por exemplo). Esteja atento e anote-as no seu commonplace book.

E, sobretudo, reserve momentos-oásis para ser ativo e planejar/executar algumas delas.

Obs.: já está sabendo da estreia do documentário AUTODIREÇÃO — A Revolução do Aprendizado? Mal posso esperar… Inscreva-se para assistir aqui.

--

--

--

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Alex Bretas

Alex Bretas

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

More from Medium

I worked 90-hour weeks for 5 years as a management consultant, expected to output 3x more than my…

What Causes Chronic Bronchitis & 4 Natural Remedies That Can Help You Breathe Easier

Green Spaces In The City: Best Parks and Hiking Trails in NYC

Managing an Information Technology Department in the 21st Century