Você está jogando um jogo. Qual é o momento mais prazeroso? Concluir a fase? Subir de nível? Vencer o chefão?

Todas essas sensações certamente são boas. Mas não existe momento mais arrebatador do que achar um tesouro escondido.

Se você jogou videogame alguma vez na vida, talvez você se lembre. Acessar uma fase secreta. Conseguir uma armadura especial. Desbloquear um personagem novo que você nem sabia que existia.

Isso tem uma explicação biológica. A dopamina, uma das moléculas que associamos à experiência de “felicidade”, é mais liberada quando acessamos uma recompensa inesperada.

Geralmente, os tesouros escondidos requerem bastante esforço para serem encontrados. Eles quase nunca são dados de bandeja. E, mais ainda, eles não costumam ser nada óbvios.

Se pensarmos a vida também como um jogo, é mais importante “passar de fase” ou achar os tesouros?

E quais são os tesouros escondidos que talvez você não esteja enxergando na sua vida?

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com