Um jeito gratuito e fácil de ampliar nossas possibilidades de aprendizado

Pra mim não é nada fácil perguntar e pedir ajuda.

Talvez porque, ao longo da minha história, eu tenha me acostumado a aprender e a fazer as coisas sozinho.

Esse desenho da Liz, no entanto, traz um insight simples e genial para estimular a aprendizagem a partir da interação com o outro.

Se pegarmos o CEP+R (Conteúdos, Experiências, Pessoas e Redes), por exemplo, veremos que o P e o R são fontes de aprendizado eminentemente sociais.

Desde que comecei a pensar minha aprendizagem com base no CEP+R, tem sido natural pra mim aprender mais com o outro, perguntar mais e pedir ajuda.

Algumas perguntas simples que podemos fazer ao outro para aprender com ele são (aprendi com a Rebecca Alber):

  • O que você acha?
  • Por que você acha isso?
  • Como você chegou nisso?
  • Me conta mais?
  • Quais perguntas você continua tendo?

E, ao nos depararmos com alguém que sabe muito sobre algo que queremos aprender, a pergunta que mais gosto de fazer é “me conta como você aprendeu tudo isso?”

Obs.: imagem traduzida por mim do original de Liz Fosslien, artista e coautora do best-seller “No Hard Feelings: The Secret Power of Embracing Emotions at Work”. Siga o trabalho dela em @lizandmollie.

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com

TEDx Speaker | Autor | Facilitador de comunidades de aprendizagem autodirigida — www.alexbretas.com