Amigos de amigos: a joia subaproveitada da aprendizagem (e da vida) autodirigida

Alex Bretas
3 min readNov 23, 2023

Existem inúmeras formas de aprender a partir do P de Pessoas do CEP+R.

(CEP+R, para quem não sabe, são as quatro fontes de aprendizagem autodirigida — Conteúdos, Experiências, Pessoas e Redes)

Uma delas, no entanto, é extremamente subaproveitada: amigos de amigos.

Pense em alguns dos seus amigos e amigas mais incríveis — pessoas que você admira e cujas ideias e interesses ressoam contigo.

Se “toda pessoa já é rede”, como afirma Augusto de Franco, então essas pessoas incríveis que você tem o prazer de chamar de amigas provavelmente também conhecem outras pessoas igualmente maravilhosas (e com quem você pode aprender e se conectar muito).

Essas “conexões de segundo grau” acontecem o tempo todo — quando você sai com amigas e elas levam outras amigas, por exemplo -, mas, como vários outros aspectos da aprendizagem (e da vida) autodirigida, quando adicionamos uma dose de intencionalidade, a coisa atinge um outro nível.

Alguns contextos que você pode moldar intencionalmente para aproveitar a ideia de aprender e se conectar com amigos de amigos são:

  • Faça uma pequena viagem com um grupo de amigos e pense em alguns amigos de amigos selecionados para se juntar a vocês
  • Pense em algum amigo de amigo que você adoraria conhecer melhor e chame para um café, possivelmente convidando também o amigo em comum entre vocês (a não ser que você tenha segundas intenções 😅)
  • Organize algum programa na natureza como uma trilha ou um passeio pelos arredores da sua cidade, convide alguns amigos e peça para chamarem outras pessoas com interesses comuns
  • Peça/aproveite as caronas 🚙 não apenas como uma forma de chegar mais rápido ao seu destino, mas sobretudo como uma oportunidade de conexão com pessoas que você ainda não conhece tanto (estar em um carro ou ônibus com alguém é um ótimo pretexto para conversas significativas — até porque não dá pra fugir quando o papo fica profundo rs)
  • Crie uma residência de aprendizagem juntando amigos incríveis de amigos incríveis — afinal, por que não? (é exatamente o que estou vivendo agora, no Pará — conto mais sobre isso abaixo)
  • Entreviste amigos de amigos procurando aprender algo valioso que essas pessoas fazem bem
  • Este é o mais fácil e você pode fazer agora — crie um post nas suas redes com a seguinte pergunta: “de quem eu deveria ser amigo e ainda não sou?”
  • >>> Ou, se você quiser uma pergunta mais direcionada ao aprendizado: “com qual amigo seu eu poderia aprender algo precioso hoje?”

Às vezes a vida nos presenteia com amigos de amigos que se tornam nossos (ótimos) amigos. Quando isso acontece, é lindo de viver.

Mas a gente sempre pode dar uma ajudinha, certo?

Minhas andanças por aí

Ultimamente eu tenho dado muitas ajudinhas para a vida me brindar com novas conexões incríveis (e também para fortalecer as antigas).

Em comunidade isso fica muito mais fácil e gostoso. Tem sido a cor da minha existência neste momento.

Semana passada, na imersão do Mol (tá faltando muita gente na foto):

(que imersão, meus amigos!)

E, agora de onde vos escrevo, na residência Pará (faltou a Iza na foto):

(ainda teremos fotos mais dignas que essa rs)

E você, como andam seus movimentos? Quais ajudinhas você está dando para a serendipidade te encontrar na próxima esquina?

“Toda pessoa é uma nova porta que se abre para outros mundos” (Augusto de Franco)

--

--

Alex Bretas

Alex Bretas é escritor, palestrante e fundador do Mol, a maior comunidade de aprendizagem autodirigida do Brasil. Saiba mais em www.alexbretas.com.